16/06/2021

Não fique aí parado! Se jogue de cabeça no e-Commerce

Por agenciaipsum

Além da comodidade e praticidade, as lojas virtuais se apresentam ao mercado como uma experiência tão pessoal quanto as compras em loja física. Muitos de nós nos sentimos seguros com as facilidades que esse comércio nos oferece, não é mesmo?

Justamente por isso, preparamos um papo especial sobre e-Commerce.

Ao decorrer da leitura, falaremos sobre:

  • Definição de e-Commerce
  • A origem do comércio virtual
  • A importância de investir nessa estratégia

O que é e-Commerce?

Em sua tradução para o português, entendemos o termo e-Commerce como “comércio virtual” e diferentemente do que muitos pensam, é uma solução distinta das lojas virtuais.

Enquanto o e-Commerce se posiciona como uma estratégia de vendas em canais digitais, a loja virtual é apenas um de tantos outros canais de vendas que atuam dentro dessa plataforma, como o marketplace, as redes sociais e até mesmo o e-mail marketing.  

Através do e-Commerce, a empresa pode gerenciar sua loja virtual, administrando os preços e estoque de mercadorias, além de cadastrar os produtos e analisar os pedidos de clientes. 

A origem do comércio virtual

Mas como surgiu essa solução?

Em 1970, nos Estados Unidos, alguns membros da universidade de Stanford e MIT eram usuários da ARPANET (a “mãe” da internet), e a utilizavam para se comunicar entre si. Mas foi apenas em 1979, após diversos novos experimentos de comunicação em rede, que surgiu um sistema de compra e venda online.

Ele foi criado por Michael Aldrich, e era operado através de uma televisão modificada, a Videotex. Essa solução ficou conhecida como teleshopping.

Muito bacana ver o quanto essa estratégia evoluiu, não é mesmo? E você já imaginou como foi a primeira compra em um e-Commerce?   

Vamos matar sua curiosidade, então!

Existem duas versões para essa história.

Supostamente, a pioneira na compra online seria Jane Snowball, em 1984. A senhora de 74 anos usou o controle de sua televisão para comprar ingredientes para o seu café da manhã: margarina, ovos e cereal. Ela teria recebido a mercadoria em sua casa, pagando no dinheiro.

Porém, como o e-Commerce é caracterizado como a relação entre compra, venda e transação financeira via internet, consideram como primeiro comprador virtual o amigo de Kohn, na Filadélfia. O produto comprado foi o CD “Tem Summoner´s Tales, de Sting, que custou o valor de US$ 12,48, já incluso o frete.

De maneira geral, descrevemos o e-Commerce como uma maneira facilitada de compra, que oferece comodidade para o comprador e a ampliação dos canais de venda para o vendedor.

Por que investir no e-Commerce?

Tem uma frase que falamos bastante aqui na empresa, e com certeza você já deve ter visto em um dos nossos canais de comunicação: “In God we trust, all others must bring data”, ou seja, em Deus nós cremos, os demais tragam os dados.

William Edwards Deming de fato entendia sobre a importância de demonstrar dados, então traremos algumas informações que com certeza farão você cair de cabeça na era do e-Commerce.

De acordo com um documento divulgado pela Mastercard SpendingPulse, o e-Commerce brasileiro elevou seu crescimento em 75% em 2020, se comparado com o ano anterior.

Nem precisamos dizer que a pandemia foi o maior impulsionador desse indicador, não é mesmo?

Com o isolamento social e o fechamento de comércio, muitas lojas, ao colidirem com a nova realidade, visionaram na estratégia digital uma saída para manter o seu negócio ativo.

Como vantagens de investir no e-Commerce, o seu negócio:

  • Reduzirá custos – aluguel, água, luz e ademais despesas se fazem desnecessárias, já que o e-Commerce demanda apenas de um espaço para estocagem e despache das mercadorias;
  • Aumentará o alcance da empresa;
  • Elevará o ticket médio e a frequência de compra;
  • Otimizará os processos de mensuração e metrificação de resultados;
  • Conquistará um novo público e prospectará mercados não atendidos;
  • Garantirá posicionamento estratégico frente ao mercado.

A esse último tópico damos o embasamento de que, de acordo com uma pesquisa realizada pelo NZN Intelligence, em 2019, 74% dos brasileiros preferem realizar as compras de forma online. Além disso, 80% dos consumidores compram através de seus smartphones, como constatado por PayPal em 2018.

Agora nos conte: vale ou não vale a pena investir no e-Commerce para expandir sua empresa em meio digital e alavancar o número de vendas?

Se o seu negócio é considerado uma pequena empresa e você ainda não se sentiu persuadido sobre a importância de se integrar no mundo virtual, te convidamos a dar uma olhadinha no material que preparamos sobre a importância do Marketing Digital para pequenos negócios. Não deixe de nos contar nos comentários se conseguimos te convencer! 😉